neonews Portal de notícias e entretenimento

Facebook diz que recente vazamento de dados dos usuários não foi resultado de invasão


Foto: Johannes Berg



Em seu blog oficial, o Facebook publicou informações sobre o recente vazamento de dados de mais de 553 milhões de usuários, incluindo até mesmo o próprio Mark Zuckerberg.


Segundo a empresa, os dados desse vazamento não foram fruto de uma invasão aos seus sistemas, mas sim resultado de raspagem ou coleta de dados. A técnica também denominada “scraping”, consiste em utilizar ferramentas automatizadas para coletar dados de páginas e perfis publicamente disponíveis.


Os dados teriam sido coletados antes de setembro de 2019. O Facebook afirma que entre os dados não estariam inclusas informações financeiras, de saúde ou senhas, e com isso conseguiram identificar que utilizaram os números de telefone para a coleta de dados por meio de robôs que se passavam pelo app da empresa. E reiterou que a ferramenta já foi modificada para impedir que isso volte a acontecer.


A impresa confirmou que estão trabalhando para tirar do ar os dados vazados nessa ocasião, e prometeu continuar atrás dos responsáveis pelo acontecido.


“Não podemos sempre impedir que conjuntos de dados como estes recirculem ou que novos apareçam, mas temos uma equipe dedicada a isto”, disse.


Confira aqui como descobrir se seus dados foram vazados.

Sem Título-1 (1).jpg
versao_branca.png
Conteúdos originais produzidos de ponta a ponta pela vertente de entretenimento construída pela neoCompany que reúne o que há de melhor sobre uma gama de assuntos que com certeza vai te conquistar. Conheça o portal neonews e os neoriginals!