neonews Portal de notícias e entretenimento

LinkedIn | Confira 10 dicas para turbinar seu perfil e chamar atenção das grandes empresas

Muito usado no mundo empresarial, a rede social é essencial para quem quer ascender profissionalmente



Em meio a um cenário caótico de pandemia e taxas de desemprego altas, usar as plataformas online para buscar emprego e fazer novos contatos profissionais tem sido uma boa alternativa para aqueles que procuram uma recolocação no mercado de trabalho ou simplesmente estão procurando novas oportunidades.


E, para isso, o LinkedIn, tem sido uma ferramenta cada vez mais importante e buscada nos últimos anos, principalmente nos tempos de crise, tornando-se a maior rede social profissional do mundo. Hoje são mais de 740 milhões de usuários na plataforma, sendo mais de 47 milhões só de brasileiros.



Assista também: Comunicação visual, área comercial e o sonho de fazer a diferença (com Rodrigo Afonso)



O engajamento na rede social apresentou um crescimento recorde de 48% no número de conversas no último trimestre de 2020 em comparação com o mesmo período do ano anterior. O envio de mensagem também aumentou, atingindo um crescimento de 30% ano a ano.


Por isso, em meio a esse tanto de volume de usuários e, consequentemente, possíveis concorrentes, não basta ter um simples perfil no LinkedIn. Para alcançar o objetivo desejado, se destacar, ser notado e encontrado, é preciso dominar algumas técnicas para ter bons resultados. Confira a seguir algumas dicas para atingir o “Perfil campeão” do LinkedIn, termo usado pela plataforma para qualificar os perfis que têm um bom ranking nas buscas.





01 - Fuja dos principais erros:


Os principais equívocos na plataforma são: não ter um objetivo claro com a rede, fazer do perfil uma cópia do currículo, não usar palavras-chave, se envolver em debates polêmicos, não usar todas as funcionalidades da rede, passar imagem de pessoa interesseira e não interessante, não ter em mente que é uma rede de networking, deixar de agir, interagir e se expor na plataforma.


Outro equívoco que não deve ser cometido é citar no título do perfil que está em busca de recolocação. O uso dessa frase não favorece o algoritmo, já que não é uma palavra-chave a ser buscada por recrutadores. O recomendável é sempre deixar no título a profissão que o usuário tem ou o cargo que busca para que, assim, possa ser encontrado.





02 - Quem sou eu:


Fazer uma descrição de quem você é no currículo LinkedIn, é muito válido para obter destaque na rede social. Aqui você pode falar mais sobre você, suas habilidades, capacitação e a impressão que você costuma passar para as pessoas a sua volta, por exemplo. Com isso, obviamente, você também pode fazer com que seu perfil consiga obter uma classificação mais elevada nos mecanismos de pesquisa.


Aqui também é muito importante o uso de palavras-chave, ser claro nas informações que deseja passar sobre formação e competências e expressar suas informações pessoais com sinceridade.



Leia também: Como a gestão de projetos pode otimizar o dia a dia no trabalho



03 - Palavras-chave relevantes:


O uso delas é importante para quem deseja permanecer relevante em qualquer mecanismo de pesquisa. Portanto, escolher a terminologia certa é muito importante em qualquer elemento do LinkedIn, desde a profissão até as habilidades selecionadas.


Uma técnica muito eficaz é considerar seus objetivos de trabalho. Por exemplo, se você deseja conseguir trabalho em uma empresa estrangeira, é importante escolher os termos relevantes no idioma local da tal empresa.


Veja um exemplo: Se você deseja ingressar em uma organização dos Estados Unidos, vale a pena investir em um perfil totalmente em inglês e também otimizado para termos específicos como webwriting, social media e content marketing.





04 – Adeque seu perfil:


Para quem já tem um perfil criado, o usuário tem que se perguntar qual é o objetivo, o propósito, interesses de carreira atual e o que espera da rede. O perfil precisa estar de acordo com as respostas destas perguntas. São 4 os perfis no LinkedIn: iniciante, intermediário, avançado e o campeão, sendo este, o perfil que aumenta em 14 vezes a chance de ser localizado em um mecanismo de busca.


05 – Chame a atenção dos recrutadores:


Apesar de ser relativo o que cada recrutador busca no LinkedIn, é importante o perfil ter um título chamativo, um resumo interessante e cativante e uma foto que venda uma imagem de credibilidade. Esses são os principais pontos que podem conquistar uma primeira atenção do recrutador, instigando a curiosidade para ler o perfil.


Como as empresas, além das experiências e conhecimentos, acabam, muitas vezes, buscando profissionais que tenham valores parecidos aos dela, é importante também o usuário conseguir trazer humanização aos textos que insere no seu perfil, e não somente números.


06 – Faça um networking humanizado:


Além de ter foco no algoritmo, é válido também a empatia. Um networking humanizado e constante com as pessoas da rede. É importante se mostrar interessante e aberto, sendo genuíno e autêntico, o que permite novas oportunidades, aprendizados, vivências e, consequentemente, indicações e negócios.




07- Detalhe suas experiências de trabalho:


Na hora de descrever suas experiências, procure detalhar suas conquistas, projetos e movimentações dentro da empresa, além das atribuições e responsabilidades de cada cargo. Aqui, o importante é contar sua história de sucesso profissional de uma forma envolvente e dinâmica, que mostre cada passo da sua trajetória.


Para deixar o conteúdo ainda mais atrativo, você pode usar os recursos de mídia do LinkedIn, enriquecendo suas experiências com fotos, apresentações e vídeos. Vale lembrar que os usuários com cargos atualizados recebem até 5 vezes mais pedidos de conexão, 8 vezes mais visualizações e 10 vezes mais mensagens.



Leia também: Soft Skills: Entenda o que são e qual sua importância

08 – Mencione suas experiências voluntárias:


O voluntariado garante uma imagem positiva para o seu perfil profissional, além de atrair 6 vezes mais visualizações na rede social. Por isso, não deixe de mencionar qualquer atividade voluntária que você tenha exercido, seja um trabalho com ONGs, participação de um coletivo independente ou mesmo ações sociais no seu bairro.


09 – Interaja com suas conexões:


Não adianta ter um ótimo perfil no LinkedIn se você o deixar lá de enfeite. Como em qualquer outra rede social, você precisa interagir constantemente com seus contatos para se manter relevante. O próprio site já sugere que você parabenize os colegas quando fazem aniversário, mudam de cargo ou conquistam um novo emprego, por exemplo.





Mas, você não precisa esperar pelas dicas do LinkedIn: curta, comente, compartilhe e marque presença no feed da sua rede. Quanto mais você aparecer, mais chances terá de ser lembrado nos momentos importantes.


10 – Escreva e publique artigos:


A escrita de artigos para sua conta LinkedIn é uma prática ótima para promover destaque do seu perfil, pois além de mais uma vez demonstrar seus interesses e conhecimentos na sua área, irá expor as suas habilidades de escrita e será mais um quesito considerado para um melhor posicionamento nos resultados das pesquisas feitas pelos contratantes.


Porém, obviamente, você deve se atentar em criar artigos de qualidade que tenham uma ligação direta com sua área de atuação e tenham relação com seus interesses. Lembre-se que ao publicar artigos, suas habilidades de escrita e criatividade também serão avaliadas, então busque fazer o melhor conteúdo.





*Conteudo patrocinado pela neoCompany


Sem Título-1 (1).jpg
versao_branca.png
Conteúdos originais produzidos de ponta a ponta pela vertente de entretenimento construída pela neoCompany que reúne o que há de melhor sobre uma gama de assuntos que com certeza vai te conquistar. Conheça o portal neonews e os neoriginals!