neonews Portal de notícias e entretenimento

Evolução do pensamento da Grécia Antiga até a modernidade; conheça as principais Escolas Filosóficas

De Sócrates a Foucault. Entenda como a filosofia mudou ao longo da história



O ser humano, assim como todos os animais, possui alguns instintos intrínsecos no surgimento, desenvolvimento e evolução da espécie, e um deles é o da dúvida. O homem sempre buscou explicações para o mundo a sua volta. No início dessa jornada de descobrimento, mitos eram criados e usados como explicação de fenômenos naturais (como o mito de Dragões para explicar uma erupção de vulcão, por exemplo), porém a filosofia como ciência só foi surgir no momento em que esses mitos foram deixados de lado e o homem passou a buscar explicações racionais para o mundo.



Pré-Socráticos

(início do séc. V a.C.)


Tales de Mileto, o primeiro filósofo da humanidade, acreditava que a água era a substância originária e central da vida


Esse grupo de pensadores foram os pioneiros da filosofia, os primeiros a explicarem o mundo sem atribuir ao sobrenatural. Em contraposição a todo o misticismo que reinava na época, os pensadores dessa escola se apoiavam principalmente na natureza (physis) como base para suas ideias, assim se pautando em algo real e natural.





Atribui-se o título de primeiro filósofo da história para Tales de Mileto, que veio com a ideia de que a água era o centro, origem e explicação de tudo que há no universo. Em uma de suas frases famosas ele afirma que "o universo é feito de água", e ela é a principal fonte de vida.


As principais escolas de pensamento desse período foram: Jônica (Tales), Eléia (Parmênides), Sofista (Pitágoras) e Atomista (Demócrito).



Filosofia Clássica

(ativa durante o período do século VII a.C e se estende até VI d.C)


Sócrates, Platão e Aristóteles, a "santíssima trindade" da filosofia



Neste período a filosofia atingiu um outro patamar, mudando a história da humanidade para sempre. Os pensadores mais conhecidos são desta época, e as ideias que surgiram nessa fase promoveram frutos que até hoje o conhecimento e pensamento humano colhe, com por exemplo, desenvolvimento de conceitos como ética e política.


Você já deve conhece-los, portanto aqui vai uma passada rápida pelos três principais nomes dessa fase: Aristóteles, Platão e Sócrates.


Sócrates é o pioneiro desse período, e um sujeito que causou bastante no período em que esteve vivo. Sua principal criação foi a dialética, que é um método para atingir a verdade por meio da sobreposição de contradições.





Platão é um discípulo de Sócrates. Sua ideia mais conhecida é a do "Mito da Caverna", que não é nem um pouco estranha para os fãs de Matrix. Ele afirma que há dois mundos diferentes: o mundo das ideias e o mundo dos sentidos.


E por fim, Aristóteles, aluno de Platão e professor de Alexandre, O Grande, que foi um dos principais criadores do que hoje conhecemos como Ciência, criou a "lógica aristotélica" e trabalhou em diversas áreas como física, óptica, química, astronomia, biologia, além de ser o criador da metafísica.



Período Pós-Socrático

(início no século III a.C e se estende até o início da Era Cristã)


Um dos motivos pela queda do império Romano foram as invasões bárbaras


Historicamente esse período é bastante conturbado e transitório. Temos a queda da hegemonia Grega e do Império Romano, fazendo com que o dia a dia do ser humano se torne algo bastante inconsistente, e tudo isso afetou diretamente nos pensamentos da época.


A corrente Ceticista, criada pelo filósofo grego Pirro, baseia-se principalmente na dúvida, em não agarrar em uma única verdade mas sim aceitar e sempre ir atrás de outras explicações.





Também surgiu o Epicurismo, de Epicuro, que tinha como filosofia principal o prazer (tanto físico/corpóreo como intelectual) imediato, dada a incerteza sobre o amanhã.


E por fim tivemos o surgimento do Estoicismo, que pregava a razão como prioridade de todos os pensamentos, assim as emoções e sentimentos deveriam ser deixados de lado para a razão e lógica.



Pensamento Medieval

(presente entre os séculos V-XV, com fim marcado pelo início do Renascimento)


São Tomas de Aquino e Santo Agostinho foram essenciais para a dominação da Igreja Católica na Idade Média


Como você já deve saber, o período conhecido como "Idade Média" tem como um de seus principais pilares a dominância hegemônica do cristianismo na sociedade, e isso refletiu diretamente nos pensamentos da época, com grande parte sendo teocêntrica, e nada mais significativo do que termos dois padres como principais filósofos desse período.





São Tomás de Aquino foi o criador da escolástica, escola que volta com pensamentos de Platão e Aristóteles, além de defender a união da fé com a razão.


E Santo Agostinho, por contrário, afirmava que a verdade era predominantemente divina e que devíamos busca-la nas palavras de Deus.



Filosofia Moderna

(teve início no século XV, com o Renascimento, e se estendeu até o século XIX)


As ideias de Descartes, Rousseau, Nietzsche e Marx moldaram diversos fatores da sociedade atual



Em seu âmago, o Renascimento é o ressurgimento dos ideais clássicos, com a volta da matemática e razão ao centro dos pensamentos.


Podemos separar diversas escolas desse período, como a cartesiana, de Descartes, que se baseava unicamente na razão e na matemática para atingir o conhecimento.





Nesse meio tempo ocorreu o Iluminismo, que foi bastante fértil para o pensamento e surgimento de ideias que "organizassem" a sociedade, como Montesquieu, que propôs a separação dos três poderes (executivo, legislativo e judiciário), Rousseau, que explica a relação do Estado com a sociedade pelos contratos sociais, e Marx, que desenvolveu uma filosofia focada nas relações de trabalho.


Por fim outro destaque da época foi Nietzche, considerado uma das maiores influencias para o que no futuro se tornaria o existencialismo, foi um dos maiores críticos dos modelos e bases presentes na sociedade da época.



Filosofia Contemporânea

(início no século XX e está presente até os dias atuais)


Sartre e Foucault


Como muitas coisas presentes no mundo, a filosofia é cíclica. É possível traçar que ao passar das épocas, havia uma mudança no foco dos pensamentos. Uma época os olhos dos pensadores estavam voltados ao seu redor, assim muitas ideias vinham para explicar ou inserir conceitos na sociedade como um todo. E depois os olhos se voltavam para dentro, e os filósofos passam a buscar entender o ser humano em si, o seu interior.


A filosofia contemporânea é uma volta para esse olhar interno ao ser humano. Temos diversos pensadores como Foucault, que fala um pouco sobre sexualidade, relações de poder e comportamento, e Sartre, que cria e da voz a escola existencialista, que se baseia principalmente na angústia do ser humano.





Esse tema é muito interessante, e com certeza pode ser aprofundado. Para você que quer entender ainda mais sobre escolas filosóficas recomendo assistir ao último episódio do neoPod super especial com o Giorgio Cavalieri falando sobre a maçonaria, numa conversa super interessante e cheia de filosofia. Confira ao vídeo completo abaixo:




Quer ficar por dentro de várias notícias sobre a cultura pop e o mundo da tecnologia? Acesse o canal do Portal neoNews no Telegram!

Sem Título-1 (1).jpg
versao_branca.png
Conteúdos originais produzidos de ponta a ponta pela vertente de entretenimento construída pela neoCompany que reúne o que há de melhor sobre uma gama de assuntos que com certeza vai te conquistar. Conheça o portal neonews e os neoriginals!