neonews Portal de notícias e entretenimento

Crônica | A minha conexão com o universo - Parte 1



Tudo no universo é constituído de energia. Desde o macro ao nano, fundamentalmente tem a forma circular como elétrons, planetas etc. Portanto, o que lanço para o universo de forma vibracional ele um dia retornará. Seja imediato ou não, só dependerá da intensidade dos meus desejos, comportamentos, pensamentos, força das palavras e emoções que emano. O universo tem me ensinado que existem algumas leis que são simples, lógicas e fáceis de entender e ao trazer para a compreensão, tudo muda na minha constituição mental, física e espiritual.



Quando eu era criança, perguntei para minha mãe:

- “O que são aquelas luzes acesas na escuridão do céu?”.

- “São as estrelas.” respondeu.

- “O que são as estrelas?”



E numa resposta simples, assim ela disse:

- “Quando a noite chega Deus estende um lençol bem grande e nos furinhos e deixa a luz do sol passar”.



Para inocência de uma criança a explicação foi perfeita. Foi a ligação da física com a existência do poder Superior inexplicável. Essas palavras originaram a minha curiosidade pelo desconhecido e da existência do tempo. Viriam então muitas descobertas da constituição humana tanto físico, mental e espiritual.






Foi preciso reconhecer que tudo e todos estão interligados:



O Uno. Aprendi que naquilo que eu acredito, penso, faço, digo, afetam na consciência do coletivo humano e no desenvolvimento do universo. Sem isso, desiquilibro o ritmo do tempo e apago o espaço que vivo.


Com a compreensão da Unicidade, desenvolvi, ainda que insuficiente, a existência de um amor incondicional e contribuição para com outros. Essas condições refletem até esse momento na minha auto realização e também na composição da felicidade.


Quando contribuo para o lado positivo do desenvolvimento material e da mente consciente, surgem oportunidades imensas de conhecer um pouco mais profundamente o eu interno. Com isso a sincronicidade com as pessoas na mesma vibração, no modo de pensar e agir, tornam-se próximo de mim e vice-versa.



Foi preciso entender a existência da frequência certa:



Da mesma forma como eu sintonizo uma estação de rádio, eu preciso ajustá-la para captar a mesma frequência que o estúdio transmite. E esse exemplo passei a aplicar na minha vida. O ajuste, a captação e a transmissão de energia trazem pessoas com os mesmos padrões, sejam elas positivas ou negativas.


Por isso, desviar do foco de pensamentos e ações cujos padrões não levam a um mundo melhor nos fazem cair num círculo perigoso de ilusão e valores contrários às Leis Universais.


E quando o foco é mantido para um desejo com convicção, esse já está concretizado, bastando a sincronização da mesma frequência do Emissor. Mas é preciso se perguntar: “Eu mereço?”.




Aprendi que é preciso fazer algo:


Queiramos ou não, somos cocriadores de nossas próprias vidas. Com a consciência disso, teremos materialização conforme nossos desejos. Se estivermos atentos, ligados e ouvindo o nosso Eu Maior isso nos conduzirá a caminhos mais claros e com menos erros, daí já estaremos com a consciência se expandindo, percorrendo a infinita caminhada de nossa evolução.





Sabia que a coincidência não era por acaso. Descobri que existe sim o sincronismo.



Com avanço da minha idade, vi que existe algo bem maior que um simples sincronismo de vida. É a correspondência, isto é o ambiente que vivo é um reflexo da minha esfera interior.


O que eu penso, sinto, acredito e digo para mim mesmo são consolidações dos meus pensamentos. Quando percebo que o meu mundo externo não está vibrando conforme os valores do Universo é o momento de pausar e refletir e analisar o que está acontecendo dentro de mim. Assim, ao receber a centelha, assumo a responsabilidade de aceitar a Vida como uma Dádiva Divina, cumprindo a razão da minha existência. Preciso remover as constantes barreiras que adquiro de forma imposta.



Nem tudo é mil maravilhas poque toda força aplicada tem uma reação contrária.



Na física estudei que toda a ação tem como consequência uma reação. É uma lei aplicável também na vida. Só fui perceber que poderia ter controle dessa situação quando aprendi na dor, nas ações que poderiam ter sido evitadas e que não dei a mínima atenção no “sentir”.


Foram nas mudanças de pensamentos, das palavras e ações que vieram os prêmios correspondentes, dignos de merecimentos. Nada acontece por acaso ou fora das Leis do Universo, ou seja, sou responsável por tudo que acontece na minha vida.


Descobri que existe a lei da compensação bem como a força de atração na prática. A energia eterna presente em cada ato, a composição da relatividade e descoberta da frequência certa que agem sobre a mente. Esses e demais curiosidades estarão presentes na próxima edição de Crônicas- “Aminha Conexão com o Universo parte 2”.

Aguardem...

Sem Título-1 (1).jpg
versao_branca.png
Conteúdos originais produzidos de ponta a ponta pela vertente de entretenimento construída pela neoCompany que reúne o que há de melhor sobre uma gama de assuntos que com certeza vai te conquistar. Conheça o portal neonews e os neoriginals!